IPESU - Instituto Pernambucano de Ensino Superior

Esqueci minha senha | Como acessar

Links Relacionados

Destaques

Homenagem aos alunos e familiares que partiram, na pessoa do ex- aluno Luiz Barbosa do Curso de Direito do IPESU

A tragédia da pandemia, enlutando lares, apertando corações, parece não ter fim. Já quase não há mais lágrimas para chorar.

Em obra psicografada por Chico Xavier, Gotas de Consolação, li, há muito tempo, meio século talvez, mensagem sobre a função do rosto, dos olhos, das lágrimas, como expressão sentida da dor: “para o pranto mais sentido, o rosto não tem função, nasce, cresce, rola e queima, por dentro do coração”. Quando a dor é muito grande, a gente não verte lágrimas, o pranto manifesta-se silencioso, invisível, por dentro.

Quando se tem um número grande de entes queridos como no caso de entidades de ensino com a inter-relação proximal, afetiva, entre professores, alunos e pessoal administrativos, tem-se o receio, nessa pandemia do covid-19, de más notícias (e já foram tantas) que aumentem nosso sofrimento, nossa angústia, o sentimento de falta por perdas irreparáveis.

Em idos de abril, perdi uma aluna, Viviane, na flor da idade, atleta, amante do carnaval, do galo da madrugada e de outras alegrias que tornavam sua existência apetecida. Três dias após dar à luz uma criança que já iniciou a vida em tratamento hospitalar sob risco de morte, Viviane partiu saudosa e deixando saudade.

Ontem, foi a vez do meu ex-aluno do curso de Direito do IPESU de que sou coordenador, Luiz Barbosa.

Tão trágica quanto a morte de Viviane, deixando a criança neonata sem amamentar, sem aquecer com o calor do seu corpo, sem acariciar, foi o falecimento de Luiz Barbosa, que enviuvara quinze dias antes, vítima a esposa do mesmo mal, e que tivera uma filha, aluna do quarto período de Direito da mesma faculdade em que se formara no IPESU, em dezembro de 2019, também hospitalizada por covid-19.

Luiz Barbosa era policial civil aposentado, completara recentemente 56 anos de idade, executara a prisão legal de muitos criminosos em operações de captura, mas sabia ser simples, manso e sorridente como uma criança, sem jamais se jactanciar de sua coragem, da autoridade de seu cargo, nem deixar de ser prestativo quando solicitado. Aluno cumpridor dos seus deveres acadêmicos, entre eles, pontualidade, estudo, respeito aos professores e aos colegas. Era por todos estimados.

Vai em paz Luiz, que Deus te ilumine e te ampare nessa nova caminhada. Nós, os teus professores, os teus colegas de estudo, todos os que fazemos a faculdade de Direito do IPESU, oramos por ti, não esqueceremos a grandeza do teu exemplo como ser humano.

Teu sonho de ser um grande advogado aprimora--o com Jesus, o maior causídico da humanidade!

José de Siqueira


Inauguração da Parceria NPJ/PROCON

Fotos Relacionadas
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON
  • Inauguração da Parceria NPJ/PROCON

Unidos por Santa Catarina

Em menos de 10 dias as faculdades associadas conseguiram arrecadar quase uma tonelada de alimentos (876 Kg); mais de 1000 peças de roupas, agasalhos, cobertores e sapatos (1160).


As Faculdades IPESU, IESO, FAREC e FAPE doam mais meia tonelada de alimentos para a LBV

A coordenadora Ana Paula faz a entrega dos alimentos Recife/PE.

As sete unidades da Associação Pernambucana de Ensino Superior(APESU), que mantém as faculdades IPESU, IESO, FAREC e FAPE, contribuíramcom mais meia tonelada em gêneros alimentícios para a Campanha *NatalPermanente da LBV - Jesus, o Pão nosso de cada dia!*, na capital pernambucana nesta última sexta-feira (8).

Na segunda quinzena de novembro, as faculdades da APESU já haviam entregado à Legião da Boa Vontade uma tonelada de alimentos não perecíveis. Essas doações serão distribuídas para as famílias que ao longo do ano são atendidas pela LBV. A colaboração soma, agora, 1,5 tonelada de gêneros alimentícios. Os alimentos foram arrecadados com o vestibular das instituições, que pedia a cada candidato 2 quilos para a inscrição.

Segundo a coordenadora geral da IESO e IPESU, Ana Paula Valença, as faculdades se preocupam com a responsabilidade social. "Estimulamos em nosso alunado o compromisso para com o próximo. Por isso, a inscrição do nosso vestibular são alimentos não-perecíveis, para que possamos amenizar o sofrimento de milhares de pessoas com a nossa contribuição, por meio das Instituições sérias em nosso Estado", explicou a coordenadora.

"O trabalho da LBV é muito importante para o Brasil, estamos felizes em poder contribuir com esta iniciativa tão bonita. Colaboramos com 1,5 tonelada de alimentos e temos a certeza que centenas de famílias terão um Natal mais digno. A LBV está de parabéns por toda sua atuação pelos mais necessitados. Estaremos sempre à disposição", finalizou a professora Ana Paula, entusiasmada com as realizações da Legião da Boa Vontade.

A Campanha do Natal Permanente da LBV, em sua edição de 2006, tem como objetivo arrecadar 400 toneladas de alimentos. Todos estão convidados a fazer parte dessa mobilização, doando um dos itens que comporão as cestas (arroz, feijão, açúcar, óleo, sal, leite em pó, macarrão, farinha de trigo, extrato de tomate).

No Recife/PE, as doações podem ser entregues nos seguintes postos de arrecadação: Centro Comunitário e Educacional da LBV (Rua dos Coelhos, 219, Boa Vista); nas Escolas Microlins, de Rosa e Silva, Boa Vista, Jaboatão Centro e Olinda (Casa Caiada); Instituto Embeleze de Olinda (Casa Caiada).

Ana Paula Valença - Coordenadora Geral